Categorias
Uncategorized

Saiba tudo sobre o Linho, um dos tecidos carro-chefe da Villa Nova Tecidos

A História do Linho

O linho é um dos tecidos mais antigos conhecidos pelo homem. A fibra foi descoberta há mais de 36.000 A.C. O tecido teve seu uso constatado até em construções de moradias pré-históricas e agora volta às tendências simbolizando um retorno ao natural.

Suas tramas caminham junto a história da humanidade bem de perto: era popular no Egito antigo, sendo utilizado como vestuário e também como um tecido de enterro em que as múmias eram embrulhadas.

É feito a partir das hastes da planta de linho e foi um têxtil amplamente utilizado antes de fibras como o algodão.

O linho é considerado sustentável por gerar menos perdas. É uma fibra reciclável, durável que utiliza menos substâncias tóxicas no seu processo de produção, consumindo menos energia, água e os resíduos deixados pela produção podem ser reutilizados por diferentes indústrias.

Todas essas características têm colocado o linho em uma posição cada vez mais valorizada no mercado como um ótimo investimento para esse momento de moda mais consciente.

As partes remanescentes – sementes de linhaça, óleo, palha e fibras de baixa qualidade são usadas na produção de uma ampla gama de produtos: sabão, óleo saudável a papel e até mesmo ração para gado.

A evolução do Linho: os Linhos Mistos.

Com a chegada dos linhos mistos, hoje é um tecido bastante requisitado porque, além de ser resistente à sujeira, é fácil de lavar, amassa pouco e tem um toque mais agradável que a fibra pura. Além de outros diversos benefícios como:

– Serem menos propensos a se agarrar à pele por ser um tecido mais grosso;
– Não estica e é resistente à abrasão;
– Fácil de cuidar porque resiste a sujeira e manchas;
– Pode resistir a altas temperaturas com retração inicial apenas moderada.

E como são produzidos os tecidos de Linho?

A produção de linho têxtil no mundo se concentra na Europa e na Rússia, e a melhor fibra considerada é a de origem Belga.

Após o plantio e colheita, o material é colocado para secar (fenação) e obtém-se uma cápsula bem seca. Depois a fibra passa pelo processo de ripagem, quando serão separados o caule e a semente.

Para produção do fio é necessário passar por um processo de extração das filaças do caule. Em seguida, acontecem os processo de secagem e espadelagem, que consistem na separação completa das fibras do linho.

A matéria prima chega nas fábricas, passam por passadores que tem por objetivo de emparelhar as fibras, deixando-as mais finas e homogêneas e depois passam pelo processo filatório para fiar e torcer, deixando os fios mais resistentes.

Depois dos fios serem retorcidos, são transferidos para cones. Com os resíduos dessa produção são misturados e se transformam em tecidos reciclados.

E como posso usar os tecidos de linho?

Devido à sua durabilidade e resistência, os fios de linho são utilizados nas mais diversas confecções: roupas de cama, tecidos para estofados, panos de cozinha, cortinas, roupas etc.

Apesar de ser um tecido usado ao longo de milênios, a indústria têxtil ainda encontra usos inovadores para ele.

O jeans fabricado com linho em vez de algodão, por exemplo, cria a aparência típica de índigo, com foco na sustentabilidade e ainda mais resistência.

Os diferentes acabamentos e misturas que podem ser feitas utilizando a fibra do linho como base, abrem um leque de possibilidades e comportamentos para os tecidos resultantes e também para várias novas aplicações na decoração!


Vem pra Villa Nova que vamos te ajudar a escolher os melhores linhos do mercado!


Quer saber como incluir tecidos de linho na decoração da sua casa? Visite uma de nossas lojas e conte com ajuda das nossas consultoras para encontrar as melhores opções de tecidos! Você também pode comprar tudo na nossa Loja Online, com entrega para todo Brasil! Te esperamos!

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *